quinta-feira, 29 de junho de 2017

Obra de Isaac Asimov,pode ganhar serie de TV



Fundação, a obra de Isaac Asimov, pode ganhar uma adaptação televisiva em breve, segundo o Deadline.

O site afirma que o projeto é de David S. Goyer, roteirista da trilogia de filmes do Batman de Cristopher Nolan, e Josh Friedman, de Guerra do Mundos e Terminator: The Sarah Connor Chronicles. A dupla está negociando com os detentores dos direitos da obra para produzir uma série de TV pela Skydance Television.

Até o momento, nada foi oficialmente confirmado enquanto os termos da adaptação são discutidos. Não é a primeira vez que tentam levar a obra de Asimov às telinhas: Em 2014, Jonathan Nolan (Westworld) tentou desenvolver o projeto na HBO, mas não houve notíciais desde então.

Ambientada milênios no futuro, Fundação narra a história de Hari Seldon, um estudioso que inventa uma nova técnica de análise preditiva intitulada "psico-história". A ciência consiste em predizer matematicamente as ações futuras de um grande número de pessoas. Assim, Seldon descobre que a atual forma de governo galáctico vai entrar em colapso em mil anos, mergulhando a humanidade numa era de trevas, na qual todo o conhecimento seria perdido e o homem voltaria à barbárie, levando outros 40 mil anos para que recuperasse a civilização.

Entretanto, se uma intervenção fosse realizada no momento certo, esse período de recuperação poderia ser reduzido drasticamente para apenas mil anos. Ele começa então a criação de uma enciclopédia, a Enciclopédia Galática, que conteria todos os conhecimentos da raça humana, reunidos em um só lugar, para facilitar a retomada da civilização. Tal publicação de proporções absurdas seria desenvolvida e armazenada em duas Fundações, dispostas em extremos opostos da galáxia.

Outro planeta do tamanho da Terra pode existir em nosso sistema solar

Um objeto do tamanho de um planeta pode estar orbitando o Sol nos limites gelados do sistema solar, além de Plutão.
Cientistas do Laboratório Lunar e Planetário da Universidade do Arizona (LPL) determinaram que um objeto invisível, com uma massa em algum lugar entre a Terra e Marte, poderia estar à espreita no Cinturão de Kuiper, uma região além de Neptuno com milhares de asteroides, cometas e planetas anões.
Em janeiro de 2016, um outro grupo de cientistas previu a existência de um planeta do tamanho Neptuno orbitando o Sol, muito além de Plutão – cerca de 25 vezes mais longe do Sol do que Plutão. Este planeta hipotético foi apelidado de “Planeta Nove”. Então, se ambas as previsões estiverem corretas, um desses prováveis objetos poderia ser o 10º planeta do sistema solar.

Mas as órbitas dos OCKs mais distantes se inclinam para longe do plano invariável em uma média de 8 graus, o que sinaliza a presença de um objeto mais maciço que distorce seu entorno com seu campo gravitacional, disseram pesquisadores em um estudo que será publicado em The Astronomical Journal.
Kat Volk, pós-doutorado da LPL e autor principal do estudo, disse em um comunicado:
A explicação mais provável para nossos resultados é que há uma massa invisível. De acordo com nossos cálculos, algo tão gigantesco como Marte seria necessário para causar a deformação que medimos.
Esses OCKs funcionam muito como piões, Renu Malhotra, professora de ciências planetárias da LPL e co-autora do novo estudo, disse na declaração:
Imagine que você tem vários piões girando rapidamente, e você dá a cada um um ligeiro empurrão… Se você tirar uma foto deles, você descobrirá que seus eixos de giro estarão em diferentes orientações, mas em média, eles estarão apontando para o campo gravitacional local da Terra. Esperamos que cada ângulo de inclinação orbital dos OCKs esteja em uma orientação diferente, mas em média, eles estarão apontando perpendicular ao plano determinado pelo Sol e pelos grandes planetas”.
Pode soar muito como o misterioso Planeta Nove, mas os pesquisadores dizem que o chamado objeto de massa planetária é muito pequeno e muito próximo para ser o mesmo objeto. O Planeta Nove situa-se entre 500 e 700 unidades astronômicas (UA) da Terra e sua massa é cerca de 10 vezes maior que a Terra. (Uma UA é a distância média na qual a Terra orbita o Sol – 93 milhões de milhas, ou 150 milhões de quilômetros. Plutão orbita o Sol a uma distância máxima de apenas menos de 50 UA).

Vold disse:

Isso é muito longe para influenciar estes OKBs. Certamente tem que ser muito mais próximo do que 100 UA para afetar substancialmente os OKBs nesse intervalo.

Embora nenhum objeto do tamanho de um planeta tenha sido visto no Cinturão de Kuiper até agora, os pesquisadores estão otimistas de que o Grande Telescópio de Pesquisa Sinoptica (LSST, sigla em inglês), que está atualmente em construção no Chile, ajudará a encontrar esses mundos ocultos. Mlahotra disse:

Esperamos que o LSST traga o número de OKBs observados atualmente de cerca de 2.000 para 40.000. Há muito mais OKBs lá fora – simplesmente não os vimos ainda. Alguns deles são muito distantes e fracos mesmo para o LSST detectar, mas porque o telescópio irá cobrir o céu de forma muito mais abrangente do que as pesquisas atuais, ele deve ser capaz de detectar esse objeto, se estiver lá fora.

Agência Espacial Europeia recebe luz verde para procurar por vida extraterrestre



A Agência Espacial Européia (sigla ESA, em inglês) obteve aval para ir à procura de vida alienígena e eles vão fazê-la com a missão PLATO. A missão vai envolver a procura de exoplanetas que são habitáveis ​​e a missão recebeu a luz verde e agora está passando do projeto para a construção real.

A missão foi escolhida em 2014 como parte do Programa de Visão Cósmica da Agência Espacial Européia. No entanto, a data de lançamento, que foi configurada para 2024, foi então empurrada para dois anos depois, em 2026.

O objetivo da missão PLATO é o de detectar planetas de tamanho similar à Terra ou super-terras que orbitam estrelas em zonas que são habitáveis, que são as regiões que dão aos planetas condições semelhantes às da Terra, tendo uma atmosfera e ser capaz de suportar a água no estado líquido.



O professor de astrofísica Don Polacco, da Universidade de Warwick, no Reino Unido, vai encabeçar o projeto e, recentemente, realizou uma entrevista na qual ele disse que o lançamento da missão lhes permitiria a chance de contribuir para as maiores descobertas da próxima década e dar respostas às questões fundamentais sobre a nossa existência. Ele continuou dizendo que a missão acabaria por levar à descoberta de vida extraterrestre.

Em 2026, serão lançados 34 telescópios de grade abertura e as câmeras a bordo poderão usar fotometria. Este é um método que é popular, capaz de detectar planetas apenas analisando a luz das estrelas desses planetas. Os pesquisadores disseram que se o brilho da luz das estrelas cair periodicamente, então há uma razão para acreditar que foi causada pelo planeta passando pela frente da estrela e isso bloqueia parcialmente a luz. Isso é suficiente para dar aos pesquisadores uma maneira de estimar o tamanho do planeta, além de poder compará-lo ao raio da Terra.

Os pesquisadores da missão esperam poder usar essa técnica para identificar planetas que possam ser habitáveis. Com a missão agora recebendo a luz verde para avançar, os líderes da indústria terão a chance de apresentar propostas para a construção de componentes para os telescópios espaciais, juntamente com o software que serão utilizados neles.

A Agência Espacial Européia não é a única que está à procura da vida alienígena em outros planetas. A NASA tem sua própria missão que está sob o nome de Kepler. Os cientistas apenas acabaram de encontrar 219 exoplanetas que podem ser capazes de vida, sendo dez na zona habitável e do mesmo tamanho que a Terra.

A quantidade total de exoplanetas que foi encontrada até agora é mais de 4.000. No entanto, neste momento, não se sabe se algum dos planetas tem as condições necessárias para suportar a vida.

“Grupo de hackers” diz que a NASA está prestes a anunciar a existência de vida extraterrestre



O grupo de hackers, conhecido como Anonymous, afirma em um vídeo que a NASA logo irá anunciar a descoberta de vida extraterrestre. Na verdade o vídeo foi publicado no canal chamado
Anonymous Global, e é difícil dizer se este canal realmente faz parte o famoso grupo, ou se é somente mais uma pessoa querendo se passar como membro do grupo para atrair visitas ao seu canal.

Entre outras coisas vídeo do grupo Anonymous menciona que durante a última reunião do comitê de ciência, espaço e tecnologia dos EUA, um porta-voz da NASA, professor Thomas Zurbuchen, afirmou:

Nossa civilização está à beira de descobrir evidências de vida alienígena no cosmos. Tendo em conta todas as diferentes atividades e missões que procuram a vida alienígena, estamos à beira de fazer uma das descobertas mais profundas e sem precedentes na história.




O grupo Anonymous ainda adicionou:

A evidência certamente parece implicar que algo está acontecendo nos céus acima.

É certo que a evidência que apóia a existência de vida em outros planetas está aumentando a cada dia. Só nesta semana a NASA anunciou a descoberta de possíveis 10 novos planetas parecidos com a Terra, e provavelmente mais descobertas serão reveladas ao público em breve. Mas estaria mesmo a agência espacial prestes a anunciar categoricamente a existência de vida extraterrestre, mesmo ela sendo microbiana?
Bem, se tivesse que apostar, eu diria que não. De qualquer forma, abaixo está o vídeo que foi supostamente publicado pelo grupo de hackers Anonymous.

NASA faz declaração após “canal de hackers” dizer que ela iria anunciar a vida extraterrestre



Logo após o grupo de hackers, Anonymous ter liberado um vídeo afirmando que a NASA descobriu alienígenas e em breve estaria tornando pública a evidência da vida alienígena, a agência espacial dos EUA negou claramente tais relatórios e disse que não tem nenhum anúncio pendente sobre a vida extraterrestre.


O administrador associado da Direção da Missão de Ciências da agência, Thomas Zurbuchen, disse que os cientistas da NASA ainda estão à procura de evidências de vida alienígena, informou a agência de notícias Xinhua.

Ele disse que os cientistas da NASA ainda não descobriram se os humanos estão sozinhos no Universo e a agência espacial tem futuras missões para responder a esta pergunta. Ele disse:


Estamos sozinhos no universo? Ainda não sabemos, temos missões em frente que podem ajudar a responder a essa pergunta fundamental.

O grupo Hacking Anonymous lançou um vídeo de 12 minutos no YouTube, mostrando um homem mascarado dizendo que, em uma audiência no Congresso em abril, Zurbuchen havia dito: “Nossa civilização está à beira de descobrir evidências de vida alienígena no cosmos”.

“Tendo em conta todas as diferentes atividades e missões que procuram especificamente evidências de vida extraterrestre, estamos à beira de fazer uma das descobertas mais profundas e sem precedentes na história”, disse o homem mascarado citando Zurbuchen.

O vídeo que também fala sobre a última descoberta sobre planetas de tamanho da Terra em torno da estrela TRAPPIST-1 e vários avistamentos de OVNIs presumidos, foi observado mais de 1 milhão de vezes. O vídeo foi postado em um canal do YouTube não oficial que afirma ser afiliado ao Anonymous…

Agentes da inteligência dos EUA podem estar prestes a vazar a verdade alienígena, diz pesquisador



O ex-médico Steven Greer, uma figura líder no movimento de divulgação alienígena, afirma ter contatos internos no governo, os quais estão tentando descobrir como divulgar a verdade sem se colocarem em perigo.

Teóricos da conspiração alienígena afirmam que um chamado “embargo de verdade” está em vigor desde a década de 1940, depois que alienígenas desceram na Terra, e a evidência foi acobertada pelo governo dos EUA, com receio do impacto que a verdade teria sobre religião e estado de direito.

O Dr. Greer afirma que a verdade é tão secreta que os subgrupos dentro do governo nem sequer o confirmariam ao presidente. Ele vai um passo adiante e alega que é uma camarilha militar-industrial de interesses semi-públicos / semi-privados, a qual tem acesso à tecnologia de engenharia reversa de supostos UFOs quebrados.

Ele disse ao Toronto Star:

Uma das razões pelas quais estou fazendo o que estou fazendo é que existem pessoas dentro da comunidade da inteligência que não sabem como saírem desse buraco e, no entanto, eles são muito favoráveis ​​à divulgação, e eles me disseram isso.

Se você ler entre as linhas do que acabei de dizer, o que eu estou dizendo para você – e você pode imprimir isso – é que existem alguns interesses muito poderosos que percebem que estão presos neste buraco negro e que não sabem como sair disso, porque criaria um escândalo milhares de vezes pior do que o Watergate ou o Rússia-gate ou qualquer outro escândalo que o Washington Post e o New York Times, ou talvez o seu jornal esteja obcecado.

Então, como o Dr. Greer justifica tais reivindicações estranhas? Ele acrescentou:

Olhe, estampamos o Iraque após o 11 de setembro, sem que houvesse uma evidência de que o Iraque tinha algo a ver com o 11 de setembro, e agora sabemos que isso foi completamente uma farsa.

Então, a questão torna-se tão fácil para a comunidade de inteligência usar suas vozes na mídia para colocar um cenário que assustaria as pessoas para que elas renunciassem às suas liberdades e suas finanças e o que você tem – seu sangue e tesouro – para correr em direção à próxima grande coisa, que foi planejada por 60 anos e que é um conflito entre humanos e outras sociedades planetárias.

Agora, isto é completamente absurdo. É tão absurdo como entrar no Iraque, mas entramos no Iraque e há centenas de milhares de pessoas mortas como resultado e agora a Síria foi destruída. Então, há conseqüências para isso.

A maioria das pessoas já acredita que há vida inteligente lá fora, e a última pesquisa que eu vi disse que 43% dos estadunidenses pensam que estamos sendo visitados atualmente.

Mais da metade do público em todo o mundo acredita que os OVNIs são reais e que os governos estão escondendo algo. Então essa batalha foi conquistada, mas o argumento maior ainda deve ser engajado…

sábado, 8 de abril de 2017

Planeta recém descoberto é perfeito para a vida, dizem cientistas

Um novo modelo sugere que o exoplaneta recém descoberto, Trappist-1e, pode ser perfeito para a vida, pois ele tem água no estado líquido em sua superfície e é provável de ser o único habitável no sistema estelar de sete planetas. Trappist-1e está localizado entre um deserto borbulhante e uma gigantesca bola de neve. Entre os sete planetas descobertos, Trappist-1e tem chances de ser habitável pela vida humana, devido ao seu modelo climático.

Os cientistas descobriram sete planetas que orbitam próximos de sua estrela, TRAPPIST-1, em fevereiro. Desde então os pesquisadores têm estado aprendendo mais sobre aqueles mundos alienígenas e seus climas em potencial. Eric Wolf, um pesquisador da Universidade do Colorado (EUA), modelou três dos planetas ao redor de TRAPPIST-1 e testou os diferentes potenciais das atmosferas.



A meta foi a de calcular se qualquer água no estado líquido poderia existir em um dos planetas. Eric e sua equipe descobriram que somente um dos planetas seria potencialmente habitável e capaz de manter água no estado líquido.

Ao redor de TRAPPIST-1 Eric havia investigado os planetas d, e, e f, que ficam a aproximadamente 39 anos-luz da Terra. Parece que o planeta d orbita um pouco perto demais da estrela, e ele teria uma atmosfera espessa de vapor d’água que esquenta o planeta e mais tarde ferve o resto da água.

Enquanto observava o planeta f, Eric descobriu que ele ficava muito longe da estrela, tornando-o numa bola de neve. Isto congelaria qualquer água na superfície e não há combinações de gases na atmosfera do planeta para mantê-lo aquecido.

O único planeta habitável no sistema TRAPPIST-1 poderia ser Trappist-1e (planeta e). Este é o planeta que tem uma chance real, tendo temperatura e clima similares aos da Terra.

Os pesquisadores continuam a observar o planeta para descobrir mais sobre suas condições climáticas e atmosfera.

E este é somente um de bilhões e mais bilhões de planetas somente em nossa galáxia, a Via Láctea. Levando isto em consideração, como pode ainda ter gente que ainda que só há vida aqui na Terra?